segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Ouve…

Existe ainda uma melodia a tocar baixinho,
se eu a ouço é porque não a desligaste,
e toca sem letra por estar inacabada…
Ouve…e vais sentir como eu que não a terminaste.

Não é um aparelho eléctrico que a está a difundir,
o som vem do interior de seres com cumplicidade.
Por muito curta que tenha sido uma história…
Ouve…e saberás que toca devido à intensidade.

A distância só ajuda porque a faz tocar mais baixo
mas ela resiste ao desprezo com uma só finalidade:
provar-te que talvez mereça a pena ser ouvida.
Ouve…e verás que só te digo o que é verdade.

Se continua a tocar mesmo não estando programada
é porque nos sentimentos arranjou a sua energia
e consegue carregar-se de tempos a tempos…
Ouve…e ouvirás mais alto na minha companhia.

Nunca foste rejeitado mesmo depois de magoares
porque foste correcto e sincero ao decidires falar
mas avalia o quanto eram fortes as tuas certezas…
Ouve…porque ela toca sempre que não a quiseres desligar.

Situações de inconsistência e incoerência
foram despoletadas por ti com vulgaridade
e eu resolvi desde sempre dizer que sim e responder.
Ouve…e ouvirás mais alto pressionado pela saudade.

Não consigo decifrar se irás ouvir a tempo
de ainda ser tempo aceitável para mim
e não é porque não me apeteça esperar.
Ouve…porque toda a melodia tem um fim.

Acho que preferia que a desligasses de repente
e eu tivesse que ver a realidade toda de uma vez,
porque assim vou-me agarrando ao que vivi.
Ouve…porque já toca há 1 ano e ninguém a desfez.

Sem comentários:

Enviar um comentário